O que são ETFs?

sinais para negociação

ETFs (Exchange Traded Funds) são fundos especiais de investimento administrados de forma passiva (ou Sicavs). Como acontece com todos os fundos, comprar um ETF é como comprar uma cesta de ações. Investir em um fundo equivale a colocar sua poupança junto com a de outros investidores, o gestor do fundo irá então comprar os instrumentos nos quais você irá investir com esse dinheiro. O desempenho do investimento será dado pelo resultado de todos os instrumentos individuais em que o fundo investe.

Quais são as vantagens dos ETFs

1. Liquidez

Por serem instrumentos listados, os ETFs são instrumentos extremamente líquidos. Isso significa que é fácil comprar ou vender novas ações sem correr o risco de ver seu valor cair.

2. Versatilidade

Graças aos ETFs, mesmo o pequeno poupador pode acessar os principais índices do mercado sem ter que comprar todos os títulos da cesta.

3. Eficiência

A gestão passiva torna o investimento em ETFs extremamente lucrativo. Considere que o custo de gestão de um ETF dificilmente ultrapassa 0,5%, enquanto o de um fundo ativo ultrapassa 2%.

4. Transparência

O alto grau de transparência do investimento é inerente à própria natureza dos ETFs. Você pode facilmente ter uma imagem completa do instrumento de diferentes pontos de vista: da exposição cambial à qualidade de crédito, dos ativos gerenciados ao tipo de replicação.

5. Segurança

Os ativos investidos em ETFs são distintos dos da sociedade que os emite e gere, pelo que são devolvidos mesmo em caso de falência.

6. Estratégia

Graças aos ETFs, torna-se mais fácil e conveniente desenvolver estratégias multiativos que explorem as tendências de crescimento de médio prazo dos mercados, com base nas tendências macroeconômicas.

Como funcionam os ETFs?

A peculiaridade dos ETFs é que são fundos que adotam estratégias passivas. Isso significa que os ETFs têm o objetivo de replicar o desempenho de um determinado índice ou o preço de uma determinada classe de ativos.

O ETF FTSE Mib, por exemplo, terá o mesmo resultado diário que este índice do mercado de ações, da mesma forma que um ETF de preço do ouro acompanhará as variações do preço desse mercado. Para atingir esse objetivo, os gestores de um ETF adquirem cotas de títulos dos índices de referência – tecnicamente chamados de benchmarks – em quantidades proporcionais aos recursos disponíveis. Desta forma, o valor do investimento será exatamente igual ao do índice replicado.

Ao contrário dos fundos ativos, portanto, onde o gestor tem ampla discricionariedade na compra de títulos para tentar gerar retornos, ao comprar um ETF você já sabe em que tipo de produtos sua poupança será investida: o desempenho, portanto, não dependerá do habilidade do gerente, mas a partir do desempenho do índice escolhido

Como investir em ETFs: quais ETFs escolher?

Ao selecionar ETFs, você não precisa apenas olhar para a classe de ativos a que se referem. Na verdade, se você decidir investir em uma única classe de ativos, existem muitas opções diferentes. Como você escolhe entre dois ETFs diferentes cujo desempenho está vinculado ao mesmo índice?

Aqui estão todos os fatores a serem considerados:

  • A quantidade de ativos que o fundo administra, que determinam sua liquidez.
  • A estratégia de replicação, física ou sintética, privilegiando a primeira sempre que possível.
  • O custo.
  • A moeda de referência.
  • O provedor, que é a administradora do fundo, privilegia empresas de comprovada qualidade.

Prêmio / desconto: em determinados momentos, quando houver demanda particular por um produto, você pode criar um prêmio ou desconto na venda de suas ações.

Nossa tarefa, como gestores, é considerar o peso relativo de todos esses fatores de forma a fazer a escolha mais adequada para nossos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *